Novidades


24/04/2014
Codepa realiza Dia de Campo em Mangueirinha (PR)

No dia 12 de fevereiro a Microquimica participou do dia de campo realizado pela CODEPA (Cooperativa de Desenvolvimento e Produção Agropecuária), o evento aconteceu na cidade de Mangueirinha (PR) e contou com aproximadamente 200 cooperados.

A região de Mangueirinha conta com produtores de alta tecnologia e o trabalho que a Microquimica vem realizando na região em parceria com a CODEPA, completou três anos. Durante esse período a utilização de produtos da empresa foi quadruplicada, confirmando a eficiência e resultados positivos nas lavouras.

A Microquimica destacou alguns produtos neste evento, tais como: Glutamin CoMo, BioMol e Glutamin Extra e também contou com sua equipe técnica que vem realizando um trabalho bem alinhado na região, dando assistência ao agricultor e apoiando no desenvolvimento de suas lavouras.

Elias Salvalaggio, gerente distrital, afirma "O objetivo da Microquimica é aumentar as vendas e ter um fortalecimento da sua linha de produtos junto à cooperativa".



Stand da Microquimica recepcionando os visitantes do evento

Já conhece o Glutamin CoMo?


Como apresentado na Showtec 2013, o Glutamin CoMo é um fertilizante para tratamento de sementes e foliar, que auxilia a absorção de nitrogênio atmosférico pelas bactérias fixadoras, na cultura da soja. O produto promove um aumento na quantidade de raízes e uma maior produção de clorofila, liberando mais energia para as plantas crescerem com maior vigor e resistência.

Este produto também pode ser utilizado em outros cultivos como algodão, arroz, cebola, entre outros. Para conhecer os resultados de sucesso já comprovados pela Microquímica nas regiões do estado do Rio Grande do Sul e Mato Grosso, e mais especificações técnicas, acesse a área de produtos do site oficial da empresa.

Componentes do rendimento das culturas


Um dos principais objetivos de quem trabalha na agricultura é conseguir ganhos de produtividade de maneira constante e sustentável. Segundo o pesquisador e professor da Universidade de Delaware (EUA), J.S. Boyer (1982), estimativas apontam que estamos atingindo apenas 22% do potencial genético das principais culturas agrícolas.

Para alcançar o objetivo de aumentar o rendimento, é necessário conhecer os fatores responsáveis pelas perdas de produtividade, que são classificados em fatores bióticos e abióticos.

As perdas de produção bióticas são causadas por insetos, fungos ou outros microorganismos, enquanto que as perdas abióticas são aquelas provocadas por falta ou excesso de água, temperatura ou oxigênio. Relatos demonstram que nos principais cultivos de grãos (soja, milho, trigo, sorgo, aveia e cevada) a absoluta maioria das perdas de produtividade são relacionadas aos fatores abióticos.

As situações relatadas anteriormente resultam em grandes estresses durante o ciclo de vida das culturas, levando ao gasto de uma quantidade elevada de energia para que as plantas superem esses fatores restritivos e se mantenham vivas. Com isso, essa energia acaba não sendo direcionada para a produção de grãos, o que resulta em queda de rendimento.

Atualmente, existem no mercado produtos que visam auxiliar a planta frente esses estresses, reduzindo as perdas de produtividade. A Microquímica tem desenvolvido, desde 2006, um trabalho consistente no desenvolvimento e recomendação de produtos com esse propósito, como, por exemplo, Algamare, Plenno e Glutamin CoMo.


Veja mais fotos: