Novidades


17/11/2015
Por dentro da Microquimica: Setor Industrial
Ter como a principal função produzir produtos de qualidade, com uma linha especial como a do portfólio da Microquimica, é de responsabilidade do setor Industrial. Sempre procurando uma melhor relação entre o custo, prazo e qualidade, o departamento está em contato direto com a Administração de Vendas, o PPCP, Suprimentos e Logística.                                                                    
        Imagem aérea da Filial I da Microquimica, localizada em Monte Mor (SP)
 
A Microquimica conta com duas áreas de produção industrial: a unidade de Processos Químicos, com a produção de fertilizantes foliares, fertilizantes para tratamento de sementes e adjuvantes, e a unidade de Processos Biológicos, com a produção de Ácido L-Glutâmico e de inoculantes.
 
Para Seigler Neves, gerente industrial, o departamento conta com estrutura física e de pessoal que possibilita desenvolver e produzir produtos conforme as especificações definidas pela área agronômica e o atendimento pleno da programação de fabricação. “Outro diferencial da Microquimica é a flexibilidade dos planos de produção, pois a atual estrutura proporciona em muitos casos o atendimento de novas demandas”.
 
Formado em Engenharia Química e com MBA em Gestão Industrial, Seigler ingressou na Microquimica em 2005 para dar início a implantação da nova unidade de produção de aminoácidos. “Por acreditar no potencial empreendedor da empresa e nas demandas que o próprio mercado oferta, aceitei o desafio, trazendo métodos de trabalhos implementados anteriormente nas outras empresas onde trabalhei”.
 
O gerente industrial coordena cerca de 90 pessoas empenhado em uma gestão participativa e compartilhada. Para ele motivar a equipe gera um maior comprometimento e melhores resultados. “Prova disso é o incremento em formação técnica que passou de 10% para aproximadamente 30%. Como gestor, procuro conseguir um alinhamento junto à equipe, o que reflete as expectativas dos colaboradores quanto ao crescimento profissional”
 
Em dez anos de Microquimica, Seigler acredita ter participado de uma história de muitos sucessos e obstáculos superados, tanto em sua trajetória quanto do seu departamento. “Compartilhando da visão empreendedora e comprometida da empresa, acredito em muitos novos desafios a serem superados. É claro que contando com o apoio de minha equipe, a qual considero capaz, confiável e comprometida.”
 
A equipe do Setor Industrial é composta por Adilson Pinto, supervisor de produção, Dayane Alves, supervisora de controle de qualidade, Alessandro Gasparotto, líder de controle de qualidade, José Caveio, coordenador de infraestrutura e manutenção, Rafael Ceryno, líder de PPCP, Tiago Ceryno e Rubens dos Santos, líderes de produção-formulação, Jonas Batista, líder de produção (reação), Ailton Silva, líder de envase e expedição, Otaliba da Silva Filho, líder de produção e rotulagem, e Marco Antonio da Silva, líder de envase e expedição.
 
A Microquimica está sempre em busca de produtos e processos inovadores e contar com um setor industrial com alto comprometimento e um gestor que está sempre incentivando seus colaboradores colocando-os como parte essencial de todo projeto é vital para o sucesso da empresa.


Seigler Neves, gerente industrial da Microquimica

Os 12 Princípios da Administração


 A Microquimica adota, desde 1995, essa filosofia que serve de guia para os procedimentos e tomadas de decisão da empresa. Os 12 Princípios foram concebidos e organizados pelo Sr. Kazuo Inamori, empresário natural de Kyoto, no Japão e fundador da empresa Kyocera. A filosofia relaciona os pontos fundamentais para se alcançar um bom desempenho empresarial, tendo como base a clareza de objetivos e controles, desenvolvimento e esforço dos indivíduos e o bem-estar das pessoas.

1 - Definir claramente os objetivos e o sentido do empreendimento. (Os objetivos devem ser rigorosamente imparciais e possuir elevado sentido).
 
2 - Estabelecer metas concretas. (As metas devem ser sempre compartilhadas com todos os funcionários da empresa).
 
3 - Desejar intensamente. (Para alcançar os objetivos, é necessário que os anseios se mantenham intensos, que se alojem no subconsciente).
 
4 - Esforçar-se mais que todos. (Cada passo no trabalho pode ser modesto, mas o avanço deve ser firme e 
infatigável).
 
5 - Maximizar as receitas e minimizar despesas.
 
6 - Definir preço é administrar. (A definição de preços é trabalho da diretoria. Há um único ponto em que o cliente fica satisfeito ao mesmo tempo em que se obtém bom lucro).
 
7 - Na administração, forte determinação é fator decisivo. (Para administrar, é preciso ter forte determinação capaz de remover as mais sólidas barreiras).
 
8 - Espírito de luta. (Para administrar, é preciso muito espírito de luta, mais que em qualquer luta marcial).
 
9 - Enfrentar as situações com coragem. (Não pode haver conduta medrosa, evasiva).
 
10 - Realizar sempre trabalhos criativos. (Trabalhar visando ao contínuo melhoramento, de forma que amanhã tenhamos resultados melhores que hoje e depois de amanhã melhores que amanhã). 
 
11 - Altruísmo e lealdade.
 
12 - Administrar sempre com espírito franco, bem disposto e construtivo, alimentando sonhos e desejos.                          
(Preceitos da Seiwajyuku do Brasil - www.seiwajyukudobrasil.com.br)
Veja mais fotos: