Novidades


11/11/2015
Por dentro da Microquimica: Tecnologia da Informação
Impulsionado pelo desafio de sustentar as atividades de negócio da Microquimica, o departamento de Tecnologia da Informação (TI) concentra esforços para atingir um nível de qualidade cada vez maior nos processos internos. Além disso, a geração de valor nos projetos e a redução de custos e riscos são funções do setor que trabalha para garantir a conformidade com as normas regulatórias.                                                                                                         
 
A importância da área de TI está diretamente relacionada à estratégia de negócio da empresa, cuja competitividade e sobrevivência dependem cada vez mais de sua capacidade de perceber as mudanças e antecipar-se às novas demandas, realinhando os investimentos em competências, tecnologias, produtos, serviços e mercados. 
 
Para Antonio Carlos de Souza Assis, gerente de TI, a área deve promover e motivar a percepção do negócio. “Devemos disponibilizar meios confiáveis, eficientes e colaborativos de lidar com a informação, que pode vir de fontes diversas e precisa ser transformada em conhecimento”.
 
A equipe de TI conta com os colaboradores internos Adriano Okamoto, analista desenvolvedor, Carlos Pereira e Ronaldo Cabral, analistas de suporte técnico, além da equipe contratada composta por Hedvelton Maiorino e Vânia do Carmo, respectivamente analista desenvolvedor e analista de implantação. “Diante da escassez de profissionais bem preparados no setor, descobrir e reter esses talentos para garantir a evolução e a continuidade dos serviços é, também, uma preocupação constante na Microquimica”, reforça Antonio Carlos, que afirma ainda que o diferencial do time deve ser o comportamental, com foco em transparência e engajamento.
 
A crescente complexidade das soluções de TI necessárias para atender as demandas requer um perfil de equipe multidisciplinar e altamente especializado. É essencial que o profissional desenvolva novas capacitações e habilidades, indo além do conhecimento das tecnologias, buscando entender e dominar a dinâmica dos processos da empresa. A vivência corporativa proporciona mais ideias e melhores soluções.


Antonio Carlos de Souza Assis, gerente de TI da Microquimica

Os 12 Princípios da Administração


 A Microquimica adota, desde 1995, essa filosofia que serve de guia para os procedimentos e tomadas de decisão da empresa. Os 12 Princípios foram concebidos e organizados pelo Sr. Kazuo Inamori, empresário natural de Kyoto, no Japão e fundador da empresa Kyocera. A filosofia relaciona os pontos fundamentais para se alcançar um bom desempenho empresarial, tendo como base a clareza de objetivos e controles, desenvolvimento e esforço dos indivíduos e o bem-estar das pessoas.

1 - Definir claramente os objetivos e o sentido do empreendimento. (Os objetivos devem ser rigorosamente imparciais e possuir elevado sentido).
 
2 - Estabelecer metas concretas. (As metas devem ser sempre compartilhadas com todos os funcionários da empresa).
 
3 - Desejar intensamente. (Para alcançar os objetivos, é necessário que os anseios se mantenham intensos, que se alojem no subconsciente).
 
4 - Esforçar-se mais que todos. (Cada passo no trabalho pode ser modesto, mas o avanço deve ser firme e 
infatigável).
 
5 - Maximizar as receitas e minimizar despesas.
 
6 - Definir preço é administrar. (A definição de preços é trabalho da diretoria. Há um único ponto em que o cliente fica satisfeito ao mesmo tempo em que se obtém bom lucro).
 
7 - Na administração, forte determinação é fator decisivo. (Para administrar, é preciso ter forte determinação capaz de remover as mais sólidas barreiras).
 
8 - Espírito de luta. (Para administrar, é preciso muito espírito de luta, mais que em qualquer luta marcial).
 
9 - Enfrentar as situações com coragem. (Não pode haver conduta medrosa, evasiva).
 
10 - Realizar sempre trabalhos criativos. (Trabalhar visando ao contínuo melhoramento, de forma que amanhã tenhamos resultados melhores que hoje e depois de amanhã melhores que amanhã). 
 
11 - Altruísmo e lealdade.
 
12 - Administrar sempre com espírito franco, bem disposto e construtivo, alimentando sonhos e desejos.                          
(Preceitos da Seiwajyuku do Brasil - www.seiwajyukudobrasil.com.br)
Veja mais fotos: