Novidades


07/10/2015
Por dentro da Microquimica: Diretoria Comercial
Prospectar novos clientes e oferecer produtos com excelência são os principais objetivos do setor responsável pela geração de receita para as operações e investimentos da Microquimica: a Diretoria Comercial.
 
Com atuação em todo país e contando com apoio direto dos setores de Marketing e Administração de Vendas, a equipe comercial da Microquimica conta com três fatores fundamentais para o seu sucesso: bom ambiente de trabalho, autonomia e segurança. Além disso, outro fator importante é que esse grupo é composto por colaboradores registrados, com benefícios e com participação no lucro da empresa, o que gera comprometimento e alinhamento com os valores da organização.                                                                                                                       
     Apresentação do CheckFolha Mobile durante evento em Lucas do Rio Verde (MT)
 
Para o diretor comercial Jorge Ricci Junior, a equipe de campo vem crescendo ano a ano, permitindo à empresa atender melhor e ampliar sua área de atuação. “Também estamos solidificando nossas parcerias no campo. O mercado agrícola é muito abrangente e dinâmico, por isso temos ainda muito que aprimorar e avançar”.
 
Aliás, a Microquimica também preza pelo crescimento interno de seus colaboradores e Ricci é exemplo disso. Ele foi contratado em 1982 como técnico de vendas no norte do Paraná. No ano seguinte passou a ser representante comercial e seguiu nesta função até 1987, quando foi convidado a trabalhar na sede, em Campinas (SP), como gerente comercial. “Nesta época passei a cuidar de uma equipe de 40 representantes comerciais de todo Brasil. Foi um período de muitas viagens, aprendizado e dedicação. Em 2009 aceitei outro grande desafio e assumi a diretoria comercial da empresa, coordenando a estruturação das gerencias regionais e dos novos colaboradores da área”.
 
Determinação, lealdade e um trabalho realizado com muito afinco foram os principais fatores para que o presidente e acionistas reconhecessem sua importância para a Microquimica. “Dentro de todas as dificuldades que a empresa passou, estive sempre disponível sem esperar nada em troca. A confiança que o presidente depositou em mim também foi um grande incentivo, aqui eu me sentia em casa e meu esforço foi recompensado”, ressalta Ricci, que hoje coordena 58 colaboradores no total.
 
E assim como aconteceu com Ricci, a Microquimica continua a incentivar novos talentos. “Com o passar do tempo e o crescimento da empresa, muitos também terão a oportunidade de se desenvolver e ocupar novos postos de trabalho. Porque juntos produzimos mais”, incentiva.


Jorge Ricci Junior, diretor comercial da Microquimica

Os 12 Princípios da Administração


 A Microquimica adota, desde 1995, essa filosofia que serve de guia para os procedimentos e tomadas de decisão da empresa. Os 12 Princípios foram concebidos e organizados pelo Sr. Kazuo Inamori, empresário natural de Kyoto, no Japão e fundador da empresa Kyocera. A filosofia relaciona os pontos fundamentais para se alcançar um bom desempenho empresarial, tendo como base a clareza de objetivos e controles, desenvolvimento e esforço dos indivíduos e o bem-estar das pessoas.

1 - Definir claramente os objetivos e o sentido do empreendimento. (Os objetivos devem ser rigorosamente imparciais e possuir elevado sentido).
 
2 - Estabelecer metas concretas. (As metas devem ser sempre compartilhadas com todos os funcionários da empresa).
 
3 - Desejar intensamente. (Para alcançar os objetivos, é necessário que os anseios se mantenham intensos, que se alojem no subconsciente).
 
4 - Esforçar-se mais que todos. (Cada passo no trabalho pode ser modesto, mas o avanço deve ser firme e 
infatigável).
 
5 - Maximizar as receitas e minimizar despesas.
 
6 - Definir preço é administrar. (A definição de preços é trabalho da diretoria. Há um único ponto em que o cliente fica satisfeito ao mesmo tempo em que se obtém bom lucro).
 
7 - Na administração, forte determinação é fator decisivo. (Para administrar, é preciso ter forte determinação capaz de remover as mais sólidas barreiras).
 
8 - Espírito de luta. (Para administrar, é preciso muito espírito de luta, mais que em qualquer luta marcial).
 
9 - Enfrentar as situações com coragem. (Não pode haver conduta medrosa, evasiva).
 
10 - Realizar sempre trabalhos criativos. (Trabalhar visando ao contínuo melhoramento, de forma que amanhã tenhamos resultados melhores que hoje e depois de amanhã melhores que amanhã). 
 
11 - Altruísmo e lealdade.
 
12 - Administrar sempre com espírito franco, bem disposto e construtivo, alimentando sonhos e desejos.                          
(Preceitos da Seiwajyuku do Brasil - www.seiwajyukudobrasil.com.br)
Veja mais fotos: